sexta-feira, 24 de maio de 2013

"Não xingue os preguinhos..."

Nesta última terça-feira estive numa borracharia para enfim dar um jeito no pneu traseiro do meu carro, pois estava com um furo há meses e vivia calibrando toda semana. Chegando lá, fui surpreendida com a presença de uma mulher... uma senhora simpática que se aproximou com a chave de roda e o macaco na mão. Isso mesmo, era uma mulher! Achei o máximo! Afinal não é muito comum achar uma mulher borracheira, e também vou confessar uma coisa (em off), nem trocar pneu eu sei...rsrs. Enquanto ela executava seu serviço eu observava seu local de trabalho... que diferença das borracharias comuns, no lugar das famosas fotos de mulher pelada, o que havia no ambiente eram plantinhas fofas penduradas plantadas em latinhas de refrigerante além de vasos na entrada.

E não termina por aqui... na parede da borracharia pude apreciar uma frase que soa como um poema: "Não xingue os preguinhos, eles são a razão de nosso encontro." Não me contive e perguntei quem era o autor, em que ela me respondeu: é do meu filho... Me encantei totalmente com aquela situação, com aquele lugar!!! Afinal não é todos os dias que somos surpreendidos com tanta beleza e simplicidade... analisando todo o contexto percebi que ser mulher é diferente mesmo, as funções são executadas com a mesma precisão de um homem, mas com um detalhe que faz a diferença... tudo é mais bonito, enfeitado, colorido, charmoso e por que não, iluminado?

Este post é uma simples homenagem a esta mulher, que me fez perceber pequenas sutilezas que nos faz ser diferente... nos faz ser mais MULHER.